Pensando Sobre

A sustentabilidade Profissional x A Inércia e a Mediocridade.

Você já parou para pensar na sua sustentabilidade profissional? Senão, lhe convido a esta reflexão.

Ter uma faculdade nos dias de hoje é requisito básico para a conquista de um emprego mediano sem grande ascensão profissional. Faculdade já não é mais diferencial, é exigência mínima de mercado.

E como se destacar num mercado tão competitivo e tão exigente sendo um profissional diferenciado e de destaque?

Esta é a pergunta que muitos se fazem, mas poucos sabem a resposta.

Em primeiro lugar é preciso saber aonde se quer chegar.

O que eu quero para minha vida? Como quero estar no futuro? O que vou fazer para alcançar meus objetivos?

A sustentabilidade profissional se inicia pelo Planejamento pessoal. É preciso ter metas, planejar o seu futuro.

Estamos numa era extremamente avançada onde vivenciamos mudanças a todo instante, com altos avanços e acessibilidade tecnológica, ascensão das classes sociais  ao consumo e à educação, transição do marketing tradicional com o advento da internet para o marketing digital, reposicionamentos de empresas com o boom das mídias sociais e seus reflexos no perfil e hábitos de consumo, democratização da informação e do conhecimento, progresso científico, maiores oportunidades de trabalho, empreendedorismo, descentralização do poder entre nações, consciência maior de custos e benefícios, enfim, uma era de Oportunidades infinitas e muitas oportunidades para inovar, experimentar, apresentar o novo e “fazer acontecer”.

Mesmo diante deste cenário, a inércia e mediocridade ainda assolam muitos profissionais que não acordaram ainda para este mar de oportunidades.

Não é difícil nos depararmos com profissionais inertes e medíocres, que como diz Zeca Pagodinho em sua música: “Deixa a vida me levar…”.

Só para reforçar os conceitos e nossa reflexão, veja os significados das palavras Inércia e Medíocre, segundo o dicionário Michaelis.

inércia
sf (lat inertia) 1 Fís Propriedade que têm os corpos de não modificar por si próprios o seu estado de repouso ou de movimento. 2 Falta de ação, falta de atividade. 3 Preguiça, indolência, torpor. 4 Incapacidade. 5 Ignorância de qualquer arte. 6 Resistência passiva. I. cultural, Social: capacidade revelada por determinados elementos culturais de resistir à mudança e de perpetuar-se em um meio cultural a que não se ajustam.

medíocre
adj (lat mediocre) 1 Médio ou mediano. 2 Meão. 3 Que está entre bom e mau. 4 Que está entre pequeno e grande. 5 Ordinário, sofrível, vulgar. sm 1 Aquele que tem pouco talento, pouco espírito, pouco merecimento. 2 Aquilo que tem pouco valor.

Como podemos ver, a inércia vem de uma incapacidade de mudança, falta de ação, preguiça passividade, e a mediocridade está diretamente relacionada dentro deste contexto de estagnação.

Todo mundo quer vencer, quer se dar bem, quer um bom salário, quer promoção, reconhecimento e poder. Mas poucos são os preparados para estas conquistas de forma íntegra, ética, com meritocracia e de forma sustentável.

A sustentabilidade profissional passa por um processo de atualização e capacitação constante em sua área de atuação, e vai muito além do conhecimento técnico e experiências profissionais pautadas em um currículo extraordinário; mas está também na capacidade de relacionamento interpessoal, na capacidade de se ter empatia, na educação, no berço, nos princípios, valores,na humildade, no posicionamento ético,  nas habilidades de se comunicar, persuadir, e se realçar, dar ênfase e ser referência naquilo que você faz de melhor.

Para se atingir a sustentabilidade profissional é preciso ter atitudes positivas a todo instante, ter iniciativa, pró-atividade, garra e perseverança, pois, o olhar de quem quer uma carreira sustentável não é de curto prazo, mas sim uma visão holística, onde cada oportunidade, mesmo que seja a do primeiro estágio ou do primeiro emprego, seja aproveitada e encarada como uma experiência única de aprendizado e absorção de novos conhecimentos.

Uma carreira sustentável perpassa por um processo de aprendizado onde desafios constantes fazem parte do mesmo, é um processo de doação, de abdicação e de crença pessoal. A sustentabilidade profissional está na contramão da inércia, da mediocridade e da comodidade. Podemos dizer que é uma filosofia de vida, onde é um processo de eterno aprendizado, contudo enraizado em bases sólidas que dão segurança ao profissional de caminhar de forma autônoma, empreendedora ou de destaque em qualquer organização.

 O profissional de hoje precisa estar antenado, ligado, informado, e buscar conhecimentos multidisciplinares para entender a dinâmica do mundo e da vida. Precisa predispor-se a novos desafios, a fazer além que lhe é solicitado, a estar aberto ao novo, a novos aprendizados, a olhar no olho, quebrar paradigmas, barreiras, ser menos egocêntrico e mais humano, mais participativo, mais coletivo, ser firme, insistente, persistente, focado, e menos prepotente.

Enfim, pessoas fechadas para mudança e com olhar míope, vão colher os frutos proporcionais as suas atitudes limitadas a curto e longo prazo. Ao passo que, pessoas com visão de águia, estão propensas a deixar um legado.

Pense sobre como você vai escrever a sua história.

Thayane Fidelis de Aquino

Consultora de Marketing e Vendas

thayane@asaestrategias.com.br